Atendimento físico x atendimento on-line: vantagens de cada modalidade

Por muitos anos, o atendimento físico foi a única forma de fazer terapia psicológica. Contudo, com o avanço da tecnologia e o amparo de leis e resoluções, hoje pode-se optar por atender fisicamente ou de modo virtual. Você conhece as vantagens de cada tipo? É o assunto de hoje.

Vantagens do atendimento on-line

A pessoa pode fazer a terapia no conforto da casa ou no local de sua preferência, sem necessidade de meios de transporte, por R$ 100,00 a R$ 150,00. Isso quer dizer que  três sessões virtuais valem o preço de uma presencial, já que uma terapia em consultório pode custar até R$ 300,00.

Na terapia on-line não há necessidade de deslocamento, pois a consulta exige apenas um computador ou dispositivo móvel com acesso à internet. Pode haver atendimento de casa, do trabalho, de onde a pessoa quiser, disponibilizando o tempo de deslocamento para a realização de outras tarefas.

Se o paciente mora em grandes centros urbanos, provavelmente não encontrará dificuldades para encontrar um bom profissional de psicologia. Contudo, se estiver situado em cidades menores, com pouca oferta de profissionais, talvez se veja obrigado a continuar com um atendimento insatisfatório, ou terá que se deslocar para outros municípios.

Com o atendimento on-line, pode-se fazer terapia com o profissional que escolher, estejam onde estiverem. Afinal, não há barreiras geográficas neste tipo de terapia.

Vantagens do atendimento físico

Pelo atendimento físico, em consultório de psicologia, as pessoas estão frente a frente com o psicólogo. Muitas preferem esse tipo de atendimento pelo fato de propiciar contato mais próximo, olho no olho, e esse cuidado é fundamental para elas. Não abrem mão!

No consultório, o paciente tem menos distrações do que no seu ambiente. Desse modo, há mais foco na sessão e menos em outras situações que podem prejudicar o andamento da terapia. Além disso, é um ambiente bem mais tranquilo, preparado para fazer o paciente se sentir mais à vontade para falar de si e das suas motivações.

Para finalizar, muitas pessoas não se adaptaram bem às tecnologias, principalmente as mais velhas, que não tiveram computador nem smartphone por boa parte de suas vidas (muitas ainda não têm).

Sendo assim, elas acham complicado se abrir por meio de um dispositivo. É como pedir para um senhor fazer saques no caixa eletrônico ou pagar contas com cartões. São pessoas que preferem cheque ou dinheiro em espécie.

E quanto à qualidade de cada atendimento? Qual é o melhor?

A qualidade do atendimento, seja ele virtual ou presencial, é a mesma. O psicólogo é quem poderá dizer se a terapia poderá ou não ser realizada on-line, dependendo do paciente, pois varia de caso a caso.

O profissional tem autonomia e responsabilidade para analisar se o atendimento terapêutico será viável de modo on-line, sobre qual a melhor forma de terapia para aquele paciente. Apesar disso, é fundamental que o paciente esteja envolvido nessa decisão, já que o atendimento on-line possui características que devem ser acordadas por ambas as partes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *