Psicólogo pode atender pelo WhatsApp?

Com o avanço da pandemia do coronavírus, os psicólogos tiveram que parar de atender presencialmente. A solução para continuar os trabalhos foi migrar para o atendimento online. Foram diversas ferramentas escolhidas como meio de comunicação entre psicólogos e pacientes: Zoom, Skype, Facetime, WhatsApp e até a própria Neft.

O WhatsApp se mostrou a ferramenta mais escolhida pela facilidade de uso e pelo fato de que a grande maioria dos pacientes já apresentavam o app instalado no celular. A facilidade foi um fator muito ponderado na escolha da ferramenta. Vários pacientes têm muita dificuldade com tecnologia e na prática os profissionais acabavam virando suporte técnico ensinando a instalar aplicativos, configurar webcam, configurar microfones e fones de ouvido. Consequentemente foi visto uma popularização dos atendimentos via WhatsApp.

WhatsApp funciona bem para um atendimento online?

Existem dois fatores que contribuem para uma boa conexão entre profissional e paciente.

  • O primeiro deles é uma boa qualidade de áudio. Os dois participantes da chamada precisam conseguir se ouvir bem para um bom desenrolar da sessão. Analisando esse quesito, o áudio é de boa qualidade.
  • Em seguida, o vídeo precisa apresentar boa qualidade, uma vez que é necessário pelo profissional analisar a linguagem corporal do paciente. O WhatsApp não consegue oferecer uma experiência adequada por causa do tamanho reduzido das telas. Usando ferramentas que funcionam em computadores, é possível analisar melhor o paciente.

WhatsApp é adequado para atender online?

De acordo com CPF na resolução N 10/2005 que aprovou o Código de Ética Profissional, o profissional deve respeitar e manter o sigilo.

É dever do psicólogo respeitar o sigilo profissional a fim de proteger, por meio da confidencialidade, a intimidade das pessoas, grupos ou organizações, a que tenha acesso no exercício profissional.

Art 9

O CRP do Paraná, esclareceu a resolução N 11/2018 que junto com a N 04/2020, especificam como devem ser feitos os atendimentos de maneira virtual.

Outra questão muito relevante é a(o) profissional definir através de qual ferramenta realizará o atendimento a distância. A(o) Psicóloga(o) deverá estar atenta(o) às suas habilidades no manejo do recurso escolhido e às condições de acesso ao recurso – se é preciso internet,  cadastro prévio, baixar  aplicativo, se deve ser enviado um link de acesso à(ao) cliente. Também é necessário verificar o quanto o meio de comunicação e o ambiente da(o) profissional e da(o) cliente permitem  a manutenção do sigilo e a qualidade do serviço prestado.

CRP do Paraná

Então cabe ao profissional escolher qual ferramenta utilizar para o atendimento virtual. Desde que essa ferramenta consiga manter o sigilo profissional. Agora, o Whatsapp oferece o sigilo necessário para um atendimento psicológico?

Whatsapp é sigiloso?

O WhatsApp começou a enviar avisos aos seus usuários, informando sobre as novas políticas de privacidade da plataforma. O envio iniciou na segunda quinzena de janeiro de 2021, informando que as medidas iniciam no dia 8 de fevereiro, dando alguns dias para seus usuários aceitarem os termos. Essas mudanças geraram diversas repercussões no mundo todo pelo receio de quebra do sigilo.

O Instituto de Defesa do Consumidor (IDEC), já confirmou que irá tomar medidas contra ao compartilhamento dos dados do mensageiro com o Facebook. A mudança autorizava o compartilhamento dos dados dos usuários com o Facebook para fins de armazenamento, mas, da forma imposta, os usuários que não concordassem seriam impedidos de continuar a utilizar o aplicativo, o que resultava em clara violação à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), em vigor no país desde setembro passado.

Não estão disponíveis todas as informações necessárias para se verificar se realmente as ligações feitas pelo WhatsApp são seguras. Essa segurança é de extrema necessidade para um atendimento psicológico. Garantir o sigilo é obrigação do profissional. Como o serviço oferecido por eles é um serviço profissional, todos deveriam buscar outros meios de comunicação que ofereçam segurança e transparência e não escolher um meio só por ser grátis ou prático.

Nos Estados Unidos, existe inclusive a HIPAA, lei que prevê como uma ferramenta voltada para a área de saúde deve funcionar em relação ao sigilo dos pacientes. Os profissionais lá, só podem atender por salas virtuais em conformidade com essa HIPAA, protegendo os dados sigilosos.  Ainda estamos um pouco atrás dos Estados Unidos mas estamos sujeitos às mesmas ameaças na web. Portanto, os profissionais brasileiros deveriam seguir as mesmas recomendações que os profissionais americanos e do resto do mundo seguem: O atendimento online deve ser feito por ferramentas em conformidade com a HIPAA.

PS: Atendimentos psicológicos nos EUA não são permitidos de serem realizados pelo WhatsApp.

Saiba se você está atendendo de maneira segura: Preparamos um teste grátis para você responder e ter seu resultado na hora.

Veja se você está preparado(a) para atender online, faça o teste agora mesmo!

https://app.neft.com.br/quiz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *